Bem-vindos / Welcome

These are my Harry Potter FanFictions, I hope you enjoy them. If you would like to read the English versions, feel free to visit this link.

.Written HP FanFics

.The Last Warning
.Salazar's Inherance Trilogy
...Nerissa Gaunt
...The Forgotten
...Redemption
.I Will Be Missing You
.Left Behind
.The Resignation of Regulus Black
.Hidden Truth
.The Bad-Boy Syndrome
.Prayer of the Refugee

.posts recentes

. Left Behind (One-shot)

. Reborn from the ashes (Ph...

. "Nerissa Gaunt" - Chap 31

. "Nerissa Gaunt" - Chap 30

. "Nerissa Gaunt" - Chap 29

. "Nerissa Gaunt" - Chap 28

. "Nerissa Gaunt" - Chap 27

. "Nerissa Gaunt" - Chap 26

. Two out of Three Things.

. "Nerissa Gaunt" - Chap 25

. "Nerissa Gaunt" - Chap 24

. "Nerissa Gaunt" - Chap 23

. Not Fic, but Fun !

. "Nerissa Gaunt" - Chap 22

. "Nerissa Gaunt" - Chap 21

. "Nerissa Gaunt" - Chap 20

. "Nerissa Gaunt" - Chap 19

. PLIM ! (ou Puff?)

. "Nerissa Gaunt" - Chap 18

. "Nerissa Gaunt" - Chap 17

.Posts mais comentados

.a ser publicada

Photobucket

Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

"Nerissa Gaunt" - Chap 19

 

Salazar's Inherance Trilogy 

Nerissa Gaunt
Capitulo Décimo Nono
 

 

 
Havia algo de errado com aquela imagem. Nerissa questionava-se intrigada o que seria... Antes de chegar a qualquer conclusão, desistiu de tentar perceber o que se passava. O medo aterrador e a insegurança asfixiante que sentia eram demasiado fortes.
 
A rapariga já sabia o que ia acontecer, já se tinha familiarizado com a sequência cruel de acontecimentos que estava prestes a desenrolar-se.
 
Nerissa estava fechada sozinha num espaço muito escuro. Sabia que não tinha saída, e o objectivo era mesmo esse, não sair. Não se encontrava aprisionada, nem estava a ser alvo de um rapto, simplesmente se tinha transformado a si mesma numa armadilha viva e perigosa para aqueles que a caçavam naquele momento.
 
Tudo deveria correr como planeado. Os atacantes viriam, e Nerissa teria de travar um duelo de varinhas com eles… Depressa mataria os primeiros, expulsando de sua casa os que restassem... Era um plano simples apesar de cruel e sádico, mas a jovem era agora muito mais forte que outrora, e não lhe restava de facto outra solução. Tinha de matar para sobreviver.
 
De súbito, houve um barulho do outro lado da única porta daquele espaço. Depois do som de dois conjuntos de passadas a se aproximarem do exterior da porta daquela divisão, Nerissa ouviu um dos atacantes pronunciar um feitiço, e no segundo a seguir a porta abriu-se…
 
A luz entrou naquele espaço escuro abundantemente, e as figuras dos dois atacantes estacaram assustadas ao encontrar Nerissa imóvel no centro da sala, de varinha em punho, preparada para atacar quem quer que fosse.
 
A luminosidade era tão forte que cegou a jovem por momentos, obrigando-a a semi-cerrar os olhos para conseguir reconhecer as feições daqueles que invadiam a sua casa… e quando o fez, sentiu um forte aperto no peito.
 
Não… Não podiam ser eles!
 
Lily Evans e James Potter encontravam-se diante dela, estáticos e sem reacção… certamente que não esperavam ter de ser aqueles a enfrentar Nerissa. Muito menos ela esperava que tivesse de matar uma grande amiga sua, e o respectivo namorado.
 
Arriscando, Lily avançou à frente de James, falando rápida e emocionadamente com Nerissa, implorando-lhe algo… o problema é que esta estava demasiado nervosa e assustada para a conseguir ouvir.
 
“Saiam da minha casa! Não têm o direito de estar aqui!” Gritou Nerissa, quase asfixiando de tão louca de raiva que estava… E depois, tudo aconteceu depressa demais. 
 
Nerissa projectou um jacto de luz vermelha da sua varinha que empenhava na mão direita, e este acertou Lily no peito, atirando-a violentamente para trás, fazendo com que esta caísse inanimada no chão daquela sala.
 
James por sua vez, ao ver a sua amada incapacitada a seus pés, avançou enraivecido para Nerissa, de varinha em riste, respondendo-lhe com um fortíssimo jacto violeta…
 
Uma estranha corrente fervente atravessou o corpo de Nerissa e inundou-a de dor, antes que ela pudesse enviar um contra feitiço ao seu agressor. O seu corpo acabou por ser também impulsionado para trás.
 
Em vez de aterrar no chão, como Lily, o corpo de Nerissa embateu violentamente contra o que parecia ser um móvel de portas de vidro arrumado no fundo daquela sala… móvel esse que se estilhaçou nas costas da jovem, fazendo os grandes pedaços de vidro trespassarem o seu corpo como um milhão de navalhas geladas.
 
Antes que Nerissa pudesse sequer gritar de dor, ou desmaiar de agonia, a gravidade puxou o seu corpo para o chão, onde veio a cair inanimada.
 
No limiar da consciência, conseguiu sentir um líquido expeço e quente escorrer-lhe pelas costas, pelos lugares trespassados pelos estilhaços… Infelizmente, não demorou a perceber que se tratava de sangue, do seu próprio sangue.
 
A dor que Nerissa sentia era demasiada… E os seus pulmões pareciam querer falhar agora que se enchiam de um liquido estranho, obrigando-a a tossir compulsivamente enquanto agonizava.
 
Sentia a vida a escapar-lhe a cada batida fraca do seu coração ferido, e a consciência a traía-a enquanto a obrigava a reviver um turbilhão de memórias aceleradas de toda a sua curta vida.
 
Nerissa sabia que aquele era o fim, não haveria retorno. Não se levantaria daquele chão, agora inundado com o seu sangue ainda quente, e não voltaria a estar com quem mais amava… não voltaria a ver Severus.
 
Precisamente antes de se deixar levar por uma estranha tranquilidade que teimava em possuí-la, Nerissa sentiu que alguém pegar gentilmente no corpo que ela já não conseguia comandar.
 
Abrindo os seus grandes e brilhantes olhos negros pela ultima vez, Nerissa conseguiu ver aquele que mais ansiava ver… foi abraçada por aquele que mais ansiava abraçar… Ouviu a sua voz murmurar-lhe palavras calmas e doces, sentiu as lágrimas dele escorrerem quentes para o seu rosto, e mesmo assim, conseguiu esboçar um sorriso, o seu último sorriso. Só então se deixou levar por aquela estranha tranquilidade, entrando num sereno sono eterno, embalada pelos braços de Severus.
 
Tudo deveria ter acabado ali.
 
Aquele era o fim, certo? O fim. A morte… Mas se assim era, porque é que a tranquilidade se transformou em ansiedade, o calor reconfortante em fervor desconfortável, e a eterna plenitude em asfixia?
 
Tomando uma forte golada de ar, Nerissa abriu os seus olhos brilhantes, ao mesmo tempo que se sentava na sua cama de dossel. Pestanejando os seus olhos negros várias vezes consecutivas conseguiu assegurar-se que ainda estava em Hogwarts, e que se encontrava segura, dentro do seu dormitório, na sua cama de dossel… Mas se era assim, como é que aquele pesadelo parecia ter sido tão real?
 
Aquela visão, que se repetia todas as noites desde há uns meses, começava a assustar muito Nerissa. Por um lado podia ser simplesmente um pesadelo banal que reflectia o seu maior medo… Mas por outro poderia ser uma visão de um futuro próximo. O facto de Nerissa ter descoberto ser tri-neta da famosa vidente Cassandra Trelawney, e filha de outra vidente, Serena Trelawney, obrigava-a a considerar seriamente a segunda opção. O dom da Visão sempre fora reconhecido por ser passado de geração em geração, das avós para as netas, ou de mães para filhas. Nerissa não conseguia ignorar essa possibilidade.
 
O momento de alívio por estar bem, e viva, foi sendo substituído por ansiedade e angústia. Nerissa começou a sentir claustrofobia por continuar no espaço encerrado das cortinas da sua cama, estranhamente os seus pulmões pareciam não aspirar ar em quantidades suficientes… Tudo consequência do medo. O medo daquela morte.
 
Já com o corpo a estremecer, a rapariga de cabelos negros decidiu parar de fingir que continuava a dormir, e levantou-se, saindo apressadamente da sua cama.
 
Felizmente uma forte luz esmeralda já inundava o dormitório. Era sinal que o sol havia nascido acima da superfície do grande lago, não podia ser muito cedo naquela manhã de Outubro.
 
Lançando um breve olhar pelas outras três camas do dormitório, Nerissa encontrou as suas colegas Bellatrix Black, Natasha Selwyn e Amanda Perkins ainda adormecidas. Não era para menos, aquela era uma manhã de Sábado, ninguém no seu perfeito juízo se levantaria antes das sete da manhã, como a rapariga de cabelos negros estava a fazer.
 
Fazendo por não acordar as outras três, Nerissa vestiu-se lentamente em silêncio, arrumou a sua cama e pegou na sua sacola, tencionando aproveitar os estudos para esquecer aquele pesadelo persistente.
 
Passou com cuidado por entre as quatro camas, e não pode deixar de olhar o amontoado de cabelos loiros de Natasha, os curtos cabelos cor de chocolate de Amanda e o cabelo negro revolto de Bellatrix. Ajeitando o anel de ouro branco no seu dedo, antiga oferta de Voldemort, Nerissa suspirou ironicamente.
 
Aquele era o terceiro ano que partilhava o dormitório com as suas colegas, assim como estavam na mesma sala de aula que elas todos os dias, e no entanto continuava sem as conhecer.
 
Contava pelos dedos as vezes que tinha conversado com elas, ou sequer as cumprimentado… Pelo menos era assim com as primeiras duas, com Bellatrix era diferente. Esta estava na lista apontada por Voldemort como sendo alguém de quem Nerissa se devia aproximar, e era um facto que naquele terceiro ano de escolaridade as duas haviam-se tornado mais próximas. Ainda assim, dificilmente a qualificaria como uma «Amiga». Bellatrix era o género de pessoa de quem Nerissa preferia ficar distante.
 
À medida que ia avançando pelo corredor escuro que fazia a ligação entre o dormitório feminino e a Sala Comum dos Slytherin, Nerissa foi revendo a lista de nomes que Voldemort lhe havia apontado, ainda girando o anel em forma de duas serpentes no seu dedo: Rodolphus Lestrange e o irmão Rabastan. As três irmãs Black, Andromeda, Narcisa e Bellatrix. Matheus Mulciber. Raphael Ravenwood. Evans Rosier. Augustus Averye se ele assim desejasse, Severus Snape.
 
… Severus. Ele continuava a ser o seu grande e único apoio, o seu melhor amigo e namorado. Desde o ano anterior que se mantinha ao lado de Nerissa durante as reuniões e os treinos dos Aprendizes, só nunca fazia parte de nenhum deles, mantinha-se sempre nas sombras. Já ninguém questionava a presença do rapaz, assim como todos pareciam ignorá-lo.
Dos sete aprendizes que Nerissa havia guiado no ano anterior, três já haviam deixado Hogwarts. Restavam Lucius Malfoy, Alecto Carrow, Barty Crouch Junior e Theodore Nott, agora no sétimo ano. Daqueles que Voldemort havia apontado na sua lista, apenas se haviam juntado ao grupo Andromeda Black, que estava agora no seu sexto ano, a sua irmã Narcisa, Rodolphus Lestrange e Matheus Mulciber que estavam os três no seu quinto ano.
 
Com as outras pessoas da lista Nerissa tinha apenas travado conhecimento, e pouco mais… Todos os restantes pertenciam ao terceiro ano, na sua consideração eram demasiado novos, preferia poupá-los ao máximo enquanto podia.
 
Ao entrar na Sala Comum deserta, e forçando-se a esquecer o doloroso assunto em que a sua mente foi parar, Nerissa sentou-se numa das várias escrivaninhas de estudo. Estudar era das poucas coisas que ainda a ajudava a tirar todos aqueles medos e pesadelos da cabeça… Apesar do seu objecto de estudo ser neste momento o grande e pesado Volume 5 da compilação, Da Feitiçaria Avançada ao Limiar da Magia Negra, por Sinistor Tyranus… Um livro proibido em Hogwrats, mas necessário para Nerissa aprender o que Voldemort, agora viajante por terras Albanesas, queria que ela aprendesse.
 

A menina de treze anos continuava a fazer papel de adulta, e de representante do Senhor das Trevas dentro das paredes do castelo de Hogwarts. Continuava a tratar de assuntos que nos quais não se queria envolver, a aprender magia negra que a repudiava e a viver uma vida com a qual não se identificava. 

 

* * * 

Continua...

Espero que tenham gostado deste capitulo tanto quanto eu, porque eu adorei escrevê-lo x) Decidi vir postá-lo porque o trabalho me está a correr péssimamente mal, e porque eu precisava de fazer uma pausa aos neurónios.

 

Mas, lamentavelmente, vou já regressar, 

Loads of Kisses to All of You! 

 

 

sinto-me: Work... Work. Work!
música: To Whom it May Concern - Underoath

publicado por Dreamer às 19:01

link do post | comentar | favorito

8 comentários:
De Maggie Black a 16 de Julho de 2009 às 19:27
Quando comecei a ler o capítulo fiquei confusa, mas depois ficou bastante claro que o fim da pobre da Nerissa não vai ser de todo fácil...

Adoro a relação dela com o Snape e é complicado não o adorar profundamente. xD

Agora... aqui vou eu ver o HP6 ... Esperemos que esteja tão interessante como este capítulo ^^

Beijos Maggie


De Maggie Black a 16 de Julho de 2009 às 19:28
1ª again!

LOL

E bom aqui vou eu para o cinema babar-me pelo Tom/Draco xD

beijos


De Magda* a 16 de Julho de 2009 às 20:34

Adorei os capitulos... A foto modificada está muito linda!!

Este capítulo torna muita coisa clara... Pensas em tudo!! (Espero é que tenhamos pensado o mesmo...xD)

O fim da Nerissa vai ser mesmo trágico!! Tadinha... Ela não merece... acho eu... nao sei no que ela se vai transformar... se é que se vai transformar... (espero que não, mas...)

Quero maiss!!! :D

Beijinho grande**


De Sássára a 16 de Julho de 2009 às 21:37
Estava eu à espera de sexo, pá... xD
Muito bem, muito bem... É fácil de perceber que a Nerissa não vai ter uma vida fácil, tal como o Harry. Parece que o Voldmort é mesmo experiente em matar.

Adoro-te <3


De Prongs a 16 de Julho de 2009 às 23:16
Wow adorei a primeira parte!
Tinha saudades disto ^^

beijinhos


De KellysPimenta a 16 de Julho de 2009 às 23:32
se for verdade o que ela sonhou o futuro sera mioto negro para a nerissa...
nem quero imaginar a solidao que ela sente ... ao menos tem o severus consigo..

kusses



De x Puky a 19 de Julho de 2009 às 21:58
A Andromeda juntou-se ao grupo? Mas ela era das boazinhas, a mãe da Tonks :O.

Vou comentar os outros dois ^^


De K'm a 30 de Agosto de 2009 às 21:10
Nao sei porque, mas ha algo neste capitulo que faz com que ele seja o meu preferido...

Está a ser uma fic fantastica!
Continua o Optimo trabalho como sempre =D

Jinhozz


Comentar post

Dreamer @ 23-02-2009
Photobucket
online

.Dreamer

.links

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
28

29
30
31


.tags

. todas as tags

free counters

.arquivos

. Maio 2011

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.subscrever feeds