Bem-vindos / Welcome

These are my Harry Potter FanFictions, I hope you enjoy them. If you would like to read the English versions, feel free to visit this link.

.Written HP FanFics

.The Last Warning
.Salazar's Inherance Trilogy
...Nerissa Gaunt
...The Forgotten
...Redemption
.I Will Be Missing You
.Left Behind
.The Resignation of Regulus Black
.Hidden Truth
.The Bad-Boy Syndrome
.Prayer of the Refugee

.posts recentes

. Left Behind (One-shot)

. Reborn from the ashes (Ph...

. "Nerissa Gaunt" - Chap 31

. "Nerissa Gaunt" - Chap 30

. "Nerissa Gaunt" - Chap 29

. "Nerissa Gaunt" - Chap 28

. "Nerissa Gaunt" - Chap 27

. "Nerissa Gaunt" - Chap 26

. Two out of Three Things.

. "Nerissa Gaunt" - Chap 25

. "Nerissa Gaunt" - Chap 24

. "Nerissa Gaunt" - Chap 23

. Not Fic, but Fun !

. "Nerissa Gaunt" - Chap 22

. "Nerissa Gaunt" - Chap 21

. "Nerissa Gaunt" - Chap 20

. "Nerissa Gaunt" - Chap 19

. PLIM ! (ou Puff?)

. "Nerissa Gaunt" - Chap 18

. "Nerissa Gaunt" - Chap 17

.Posts mais comentados

.a ser publicada

Photobucket

Quarta-feira, 18 de Março de 2009

"Nerissa Gaunt" - Chap 3

Olá meus amores x)


Meu deus, como tenho andado longe dos meus blogs de Fics --' Com os problemas enunciados no meu outro blog, e o trabalho a apertar de uma forma doida, não me resta tempo nenhum para aqui vir... Gostava de poder, mas desculpem-me, porque não consigo mesmo. A minha vida é como uma verdadeira Telenovela de mau gosto: Todos os dias há episodios novos, e cada um é mais miserável que o anterior --'

 

Hoje consegui chegar a casa mais cedo, e vim logo aqui postar mais um capitulo antes que se esqueçam que esta Fic existe xD Em relação à "Forever Sacred" vão ter de esperar mais. Vou dar prioridade a esta Fic de HP porque ela já tem grande parte escrita, o que me poupa imenso tempo. Pego novamente na Fic de TH assim que tiver uns dias de folga da m*rda da faculdade, talvez na Páscoa, nem sei --' Os meus queridos professores estão a marcar-nos montes de trabalhos gigantes para uma mísera semana de férias. --'

 

Mas passando ao que realmente interessa,

ENJOY! ^^

 

* * *

 Salazar's Inherance Trilogy 

Nerissa Gaunt
Capitulo Terceiro

 

 

 

“O que é que se passa aqui?!” A voz de um pequeno rapaz soou estridentemente de dentro da cabina cuja porta se tinha aberto, Severus reconheceu aquela voz no mesmo instante.
 
“Avery!” Saudou aliviado. Era tão bom ver um rosto familiar.
 
“Snape?” Saltitou o outro alegremente na sua direcção, agitando os seus cabelos dourados, ao aperceber-se que estava diante do seu amigo de longa data, “Procurei-te por toda a parte… Achei que tivesses desistido de vir!”
 
“Claramente, não me procuraste o suficiente…” Severus riu-se muito mais descontraído agora. Não queria arranjar sarilhos em Hogwarts com mais ninguém. Sabia que já tinha arranjado suficientes para o atormentar durante bastante tempo, graças a James e Sirius.
 
Enquanto os dois amigos ainda se cumprimentavam, uma segunda cabeça surgiu da porta da cabina de onde Avery tinha saído. Era rapaz mais alto que Severus, mas tão esguio como ele. O seu cabelo negro com a noite, meio despenteado,  e brilhava intensamente, enquanto que os seus olhos azuis cor de safira avaliavam o Severus com altivez. Tinha sua pele morena, como se estivesse passado o verão ao sol, o que vazia sobressair o tom cristalino dos seus olhos.
 
“Quem é esse, Avery?” Perguntou, gesticulando com a cabeça na direcção de Severus, com o olhar cheio de desprezo e superioridade.
 
“Ah, Raphael!… Este é o Snape, um velho amigo meu.” Quase cantarolou o pequeno, “E Snape… Este é Raphael Ravenwood!” E antes que Severus conseguisse apertar a mão ao desconhecido, Avery murmurou-lhe ao ouvido, “Ele é do primeiro ano, como nós e… Tu não vais acreditar nisto: Ele é um sangue puro! A família dele inteira passou pelos Slytherin… e são ricos, muito ricos! Vivem na Hungria.”
 
O rapaz tentou fazer um olhar surpreendido para o amigo, enquanto apertava a mão firme de Raphael. Depois seguiram os três depois para o interior do compartimento, e Severus sentiu-se muito mais relaxado por saber que não estava lá mais ninguém. A viagem até Hogwarts seria passada mais tranquilamente do que tinha esperado. E ainda bem.
 
Parecia que Ravenwood não era grande falador. Os seus olhos saltavam preguiçosamente de Avery, que falava pelos cotovelos, para Severus que massajava ainda silenciosamente o seu punho direito, ainda dolorido do murro que tinha cravado no rosto de James. Ravenwood mantinha sempre a sua postura de uma forma desconcertante, como se fosse superior aos outros dois.
 
Um mau pressentimento assaltou Severus, mas o rapaz preferiu ignorá-lo de imediato. Chega de confusões por hoje, pensou, deixando que as suas pálpebras pesadas descansassem por um momento.
 
Lentamente, o rapaz aninhou-se no seu manto negro e recostou-se contra a janela. Ao entreabrir os olhos viu que o dia já ia alto, a qualquer momento seria hora de almoço… mas ele não tinha fome.
 
Um pensamento sobre a mãe assombrou-lhe o espírito. Eileen deveria estar agora a chegar a casa, e quem sabe se Tobias apareceria para o almoço? Era sempre uma incógnita.
 
Severus desejou que o pai só viesse para casa à hora do jantar, assim Eileen teria mais algumas horas de paz… antes de Tobias descobrir a verdade e, Severus teve de engolir em seco ao pensar nessa parte, espancar a mulher até se cansar…
 
~*~*~*~
 
A tarde passou rápida, sem que Severus trocasse palavras com nenhum dos dois rapazes com quem partilhava o compartimento. Nada que o aborrecesse.
 
Ravenwood ao fim de algum tempo pareceu mais interessado na paisagem do que nos outros dois, e Severus supôs que Avery deve ter ficado com a garganta a doer, porque ao fim de duas ou três horas o amigo terminou o seu monólogo.
 
O carrinho dos doces passou pelo compartimento deles, mas Severus preferiu não comer nada, o seu estômago ainda dava voltas por duas razoes distintas. Medo, pela sua mãe, e algo indefinido mas muito perturbante, pela rapariga de cabelos negros.
 
Já no final da tarde, muito pouco antes de anoitecer, Severus deixou-se embalar pelo ritmo do comboio e adormeceu.
 
Quando sentiu o ritmo do comboio a abrandar para depois parar, e ao ouvir os ruidosos estudantes a encher os corredores das carruagens, Severus tornou a abrir os olhos. Quase se assustou ao encontrar o rosto intrigado de Avery a poucos centímetros do seu, “Meu! Tu tens noção de que dormes com a boca aberta?”
 
Era mesmo típico do Avery tentar compensar o seu tamanho com piadas desmedidas. Mas Severus não se incomodou, até lhe agradeceu. Graças ao amigo soltou uma gargalhada, como há muito tempo não fazia.
 
Só depois de rir com Avery durante um bom pedaço, é que reparou que estavam os dois sozinhos no compartimento. Quase lendo os seus pensamentos, Avery respondeu-lhe casualmente enquanto pegava na sua bagagem, “O Ravenwood saiu daqui a correr assim que o comboio parou.”
 
Sem mais demoras, os dois pequenos pegaram nos seus pertences e juntaram-se à multidão que se acumulava fora do comboio. Eileen tinha-lhe dito que o comboio não iria até Hogwarts, mas sim até uma vila mágica muito perto da escola, chamada Hogsmeade. De lá é que os estudantes seguiriam para o Castelo de Hogwarts.
 
Naquela estreita plataforma o caos parecia ainda maior do que tinha sido em King’s Cross. No entanto, pelo meio da multidão e por acima de todas as vozes, conseguia ouvir-se o chamamento de um jovem com voz de tambor, gritando, “Primeiros anos, por aqui!”
 
A princípio, Severus não quis acreditar, talvez os seus olhos que estivessem a pregar uma partida, ou talvez aquele jovem estivesse em cima de um banco… Mas à medida que se ia aproximando dele, apercebeu-se que era a verdade o que os seus olhos viam.
 
“Vá lá, primeiros anos!” Continuava ele, o jovem que devia ter perto de três metros de altura, e que no entanto não parecia ter mais de dezoito anos. Era bastante corpulento, vestia-se de uma forma demasiado bizarra e o seu cabelo assemelhava-se a uma juba, mas ainda assim parecia ser amigável. Alguns alunos mais velhos pareciam conhecê-lo, pelo que o cumprimentavam:
 
“Olá, Hagrid! Estás de volta?” Saudavam entusiasmados, ao que ele retribuía rindo enquanto levantava um ou dois no ar.
 
Severus reparou que Avery estava completamente chocado a olhar para o gigante, “Como é que uns conseguem ser tão altos e outros tão baixos… como eu?!”
 
Não conseguindo evitar outra gargalhada, Severus agradeceu em silêncio ao amigo por, sem saber, estar a ajudá-lo a manter a cabeça limpa.
 
Perdido nas suas divagações, Severus deixou-se levar pela corrente de estudantes de primeiro ano que seguiam o jovem gigantesco chamado Hagrid como um fiel rebanho de ovelhas. Todos seguiam muito calados, expectantes e ao mesmo tempo ansiosos. Muitos já sabiam o que os esperava, Severus era um deles. Mas outros pareciam estar até um pouco assustados, Devem ser sangues de lama.
 
Foram conduzidos através da escuridão, abrigados pelas copas de centenas de árvores, através das várias irregularidades daquele terreno que apenas era usado uma vez por ano, até à margem de um grande lago. Severus e Avery caminhavam lentamente como todos os outros pequenos, apoiando-se um no outro enquanto procuravam evitar as raízes salientes e as pedras soltas. A única lanterna que lhes iluminava o caminho era o fraco ponto de luz à cabeça do grupo, transportada por Hagrid.
 
À sua volta conseguiam ouvir os passos das dezenas de alunos que faziam aquele caminho com eles. Apesar de se ouvir gemidos de alguém que tropeçava nalguma pedra aqui e ali, nunca se ouviu ninguém a cair no chão. Talvez fosse por caminharem tão juntos uns dos outros.
 
Sem perceber porquê, Severus questionou-se sobre quem estaria a amparar a rapariga de cabelos negros, e imaginou o quão bom seria poder guiá-la naquela escuridão.
 
Quando finalmente o denso arvoredo se abriu, Severus pôde vê-lo pela primeira vez: o grande lago. A grande massa de água estendia-se por entre as montanhas vizinhas, até tocar os campos de Hogwarts na margem oposta àquela que se encontravam. Mesmo naquela noite de quarto minguante, o lago parecia brilhar, como um espelho negro para o infinito da abobada celeste.
 
“Vá, primeiros anos!” Suou a profunda voz de Hagrid, cujas botas já chapinhavam na água, “Subam para esses botes! Só dois ou três pessoas em cada bote, senão vão conhecer a lula gigante pessoalmente esta noite!” Acrescentou com uma risada que mais parecia o ronco de um urso. Várias raparigas sustiveram a respiração e arregalaram os olhos assustadas.
 
Na margem do lago esperavam-lhes diversos pequenos botes de madeira, cada um provido de uma lanterna. Avery saltou para o bote mais próximo e fez sinal a Severus para o seguir. Assim que os dois se sentaram confortavelmente no banco de madeira, o pequeno bote afastou-se delicada e silenciosamente da margem e começou magicamente a sua viagem, como tantos outros à sua volta.
 
Severus ainda fez uma tentativa para tentar encontrar a rapariga de cabelos negros no meio das centenas de estudantes que navegavam nos botes em seu redor, mas era escusado. Não conseguia distinguir as figuras nos botes, muito menos as suas feições. A única silhueta que reconheceu foi a de Hagrid, já que este estava num bote com o dobro do tamanho de todos os outros.
 
Desistindo de a encontrar, Severus fechou os olhos e deixou que a brisa fresca do lago lhe banhasse o espírito. Há muito tempo que não se sentia tão bem. Tão cheio de vida.
 
Depois de um momento de silêncio, durante o qual só se conseguiam ouvir as pequenas ondas que os botes rasgavam no lago com o seu movimento, Severus ouviu murmúrios cheios de surpresa e entusiasmo à sua volta… E então soube que estava na hora de abrir os olhos…
 
“Quando o vires, meu filho, vais perceber a grandiosidade do mundo mágico… Vais perceber o privilégio que te foi dado ao nasceres feiticeiro e a teres sido aceite nesta escola.” A voz de Eileen soou nos seus ouvidos através das suas memórias.
 
Sem grande esforço, Severus conseguiu definir com o seu olhar o contorno do grandioso Castelo de Hogwarts. O majestoso edifício de pedra, completamente camuflado no meio das outras montanhas, destacava-se imponente no seu trono. As suas torres eram mais altas do que qualquer coisa que o rapaz tinha visto até à data. A sua pedra cinzenta brilhava em tons rubros onde a luz das tochas a beijava e lhe dava vida.
 
O castelo fora construído a uma escala majestosa, e o rapaz, sentindo-se insignificante, conseguiu de facto perceber o privilégio que lhe era dado.
 
Sentiu que lhe tinha sido oferecida a oportunidade de criar uma vida nova, onde a violência de Tobias não tinha lugar e onde ele podia ser o melhor naquilo que fazia… Estranhamente, Severus sentiu-se em casa. Como se Eileen a estivesse a receber de braços abertos naquele momento. Como se uma parte da mãe tivesse ficado para trás... A melhor parte dela. Eileen tinha sido muitíssimo feliz, dentro daquelas paredes e Severus desejou que também fosse assim com ele.
 
Avery ainda disse qualquer coisa, mas o rapaz não ouviu. O amigo parecia demasiado longe para Severus o conseguir ouvir ou compreender o que ele tagarelava. Severus continuava com os seus olhos fixos no castelo de Hogwarts, aquela seria a sua nova casa.
 

* * *

Continua...

Eu sei que este capitulo não tem assim grande acção, nem grandes acontecimentos, é o chamado capitulo de transição... Nhécs. O próxmo já vai ter muito mais acção, James e Sirius vão fazer das suas novamente... Vamos lá ver o que vai acontecer! [ Como se eu não soubesse xD ]

 

Agora, com a vossa lincença, vou fazer uma pesquisa sobre casas do modernismo internacional, e depois uma sobre alojamentos para estudantes Erasmus x'D Tudo no ramo imobiliário portanto --'

 

Loads of Kisses to All of You!

ps. Queria agradecer por aqui a todas aquelas que deixaram a sua palavra de conforto, apoio e força no meu outro blog e quem eu ainda não tive oportunidade de agradecer. Faço-o agora... Acreditem que me ajudaram e muito!

 

sinto-me: Won't you give me a break?!
música: The Offspring - You're Gonna Go Far, Kid

publicado por Dreamer às 17:46

link do post | comentar | favorito

12 comentários:
De Bitter - Sweeter a 18 de Março de 2009 às 18:40
PRIMEIRAA?


De Mel a 20 de Março de 2009 às 22:50
Começei ontem a ler e tanto esta fic como a dos TH a Forever Sacred está espectacular. Parabens :)
Tenho so uma duvida as outras fic's que tavam na lista para votar irao ser postadas? Espero que me possas responder. Obrigada =D


De Bitter - Sweeter a 18 de Março de 2009 às 18:40
Yeah, primeira 8D
Agora vou ler :D


De Bitter - Sweeter a 18 de Março de 2009 às 18:59
"Meu! Tu tens noção de que dormes com a boca aberta?"
xD ADOREI.


De Harinnie d(^.^)b a 18 de Março de 2009 às 19:35
yaaaaaaaaaaaaay *--------*
Mais um capitulo! "sabeu" bem ler, sabes? ;D
Está mesmo giro, gosto bastante das tuas descrições... *------*


“Meu! Tu tens noção de que dormes com a boca aberta?”
AHAHAHA demais xD Gostei da observação xDD

Fico á espera do próximo *-*
Beijos <3*


De Prongs a 18 de Março de 2009 às 20:01
Dude o Avery é engraçado mas pessoalmente gostei mais do Ravenwood xD
ahhh mais James e mais Sirius? yey ^^
boa sorte com os trabalhos :)

beijinhos^^


De Sássára a 18 de Março de 2009 às 22:52
Meu amor, enganaste-te ali em cima, é "Capítulo Terceiro" :p
Olha, seja ou não seja um capítulo de transição, eu adorei lê-lo *.* Eu adoro ler tudo o que seja teu, pá! E fico à espera de mais :D

Beijinho, gosto de ti <3


De Sii '' a 19 de Março de 2009 às 12:26
Linda...^^

A pesar de não ter tanta acção como disseste é um capitulo tal como todos os outros lindo....

porque mostra os sentimentos do Severus...mostra o que ele sentiu ao ver aquele enorme castelo..^^

Capitulo perfeito...

E como já te disse....nao tens de agradecer...e espero que consgidas ir para erasmus e ter a tua oportunidade..^^

jinhu''
Si


De Peter Inviction a 19 de Março de 2009 às 20:09
Tive de comentar de outro pc.. Continuo ainda sem conseguir comentar.. --'


Como eu ADORO esta fic! Já sabes que sim, mas eu faço questão em relembrar.. ^^

Fico à espera de mais!

Kisses*


De Joanne a 19 de Março de 2009 às 23:59
Olaa ^^
Só pude vir agora ler. Como é que foi? .. Nhécs, pois nhécs ou não foi um capitulo muito bom ! Tu escreves mesmo MUITO bem, nao me canso de repetir !
Estou a adorar o Snape +.+

Posta mais 8D
Beijinhoos


De Magda * a 18 de Abril de 2009 às 23:09
Está muito fixe!

O Snape com um migo... Quem diria... XD

[sei que tou um cadinho atrasada, mas vou recuperar rápido... com o entusiasmo com que tou a ler... :)...]

Beijito grande! tou a adorar...


Comentar post

Dreamer @ 23-02-2009
Photobucket
online

.Dreamer

.links

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
28

29
30
31


.tags

. todas as tags

free counters

.arquivos

. Maio 2011

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.subscrever feeds